Expresso Pégaso entra com pedido de recuperação judicial para evitar falência

499
Expresso Pégaso Campo Grande
Foto: Gabryel Aguiar/Ônibus Brasil

A Expresso Pégaso entrou nesta segunda-feira, dia 11 de maio de 2020, com pedido de recuperação judicial para não falir. O grupo acumula dívidas de aproximadamente R$ 50 milhões.

A empresa que já passava por dificuldades financeiras, viu sua situação se agravar por causa da pandemia de coronavírus. Antes da pandemia, a empresa tinha faturamento de R$ 115 mil por dia, hoje está um pouco acima de R$ 35 mil.

A demanda de passageiros caiu cerca de 70%, antes da pandemia o fluxo era de 37 mil pordia, agora é um pouco menos de 14 mil.

A Expresso Pégaso foi fundada em 1966, possui atualmente 196 ônibus e mais de 500 funcionários.

A empresa opera nas regiões de Santa Cruz, Recreio, Campo Grande e Centro.

Mobilidade Rio

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui