Câmara de Niterói aprova projeto de lei que cria serviço público de compartilhamento de bicicletas

A Câmara Municipal de Niterói aprovou em primeira discussão, nesta terça-feira (28/02), o projeto de lei das bicicletas compartilhadas proposto pela Prefeitura de Niterói. A iniciativa tem como objetivo atender à grande demanda da população de Niterói por um sistema de compartilhamento de bicicletas, e define parâmetros e diretrizes para a operação do serviço, que deve ser acessível, de baixo custo e voltado para a mobilidade urbana.

Com a aprovação em primeira sessão do projeto de lei, Niterói avança para a segunda votação antes da sanção do prefeito. Caso aprovado, o município será o primeiro do Brasil a caracterizar o compartilhamento de bicicletas como serviço público, permitindo a sustentabilidade do serviço no longo prazo. O serviço terá parâmetros de confiabilidade, disponibilidade, eficiência e conforto, entre outros.

De acordo com a previsão, o sistema de bicicletas compartilhadas começará a operar até o final de 2023. Filipe Simões, coordenador do Niterói de Bicicleta, comemorou a aprovação em primeira sessão do projeto de lei.

“Esse é um passo importante e inovador no sentido de concretizar uma das maiores demandas recebidas pela Coordenadoria. Em breve a população poderá contar com bicicletas públicas como mais uma opção de mobilidade urbana em seu dia a dia. Em conjunto com as novas ciclovias e o estímulo à cultura da bicicleta, teremos uma cidade ainda mais democrática e sustentável”, afirmou.

Com a aprovação em primeira sessão do projeto de lei, a cidade de Niterói avança em uma agenda de mobilidade urbana sustentável, oferecendo aos moradores e visitantes uma alternativa de transporte acessível, eficiente e amigável ao meio ambiente.

Deixe um comentário