Quedas de árvores por fortes ventos bloqueiam vias no Rio de Janeiro

318
Avenida Olof
Queda de árvore na Avenida Olof Palme em Jacarepaguá (Foto: Divulgação/Centro de Operações Rio)

Em razão dos fortes ventos, por reflexos do “ciclone bomba” que atingiu o Sul do Brasil, diversas árvores caíram em vias do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, dia 1º de julho de 2020.

Confira abaixo as informações divulgadas pelo Centro de Operações Rio:

Vidigal: Queda de árvore ocupava um trecho da Avenida Presidente João Goulart, na altura da Lage do Neguinho.

Lagoa: Queda de árvore interditava parcialmente a Avenida Epitácio Pessoa, na altura da Rua Vinícius de Moraes.

Botafogo: Queda de árvore ocupava um trecho da Rua Conde do Irajá, na altura do número 122.

Joá: Queda de árvore ocupava parcialmente o Elevado das Bandeiras.

Vila Kennedy: Queda de poste ocupava um trecho da Rua João Barcellos Martins, na altura da Vila Olímpica.

Lagoa: Queda de árvore ocupava parcialmente a Avenida Borges de Medeiros, na altura do Complexo Lagoon.

Recreio dos Bandeirantes: Queda de árvore ocupava um trecho da Avenida Olof Palme, na altura do número 555, no sentido Avenida Salvador Allende.

Ipanema: Queda de árvore ocupava parcialmente a Rua Gomes Carneiro, na altura do número 71.

Vargem Grande: Queda de árvore ocupava um trecho da Estrada dos Bandeirantes, na altura do número 225000, sentido Vargem Pequena.

Jacarepaguá: Avenida Olof Palme estava interditada, em ambos os sentidos, entre a Avenida Salvador Allende e a Rua Abrahão Jabour, após queda de árvore, na altura do RioCentro.

Estrada do Joá: Queda de árvore sobre fiação provocava interdições na via, em ambos os sentidos, na altura do Mirante do Joá.

Barra da Tijuca: Queda de árvore sobre fiação ocupava a Avenida Gilberto Amado, na altura do número 133.

Mobilidade Rio

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui