Agetransp aplica multas à concessionária SuperVia

107
Trem SuperVia
Foto: Divulgação/Agetransp

A Agetransp decidiu aplicar três multas à concessionária SuperVia, que somam R$ 973 mil, em razão de três ocorrências – duas delas referentes a acidentes durante procedimentos de embarque, que resultaram na morte de dois passageiros.

Uma das penalidades, de R$ 457.976,71, foi aplicada em razão do acidente com um passageiro, que morreu ao cair no vão entre o trem e a plataforma, na estação Marechal Hermes, em 25 de dezembro de 2016.

O sistema de monitoramento por câmeras do trem – um mecanismo eficiente para reduzir acidentes – não estava em pleno funcionamento.

Medidas de segurança

A agência determinou à concessionária uma série de medidas para oferecer maior segurança aos passageiros. Entre elas: atualização dos procedimentos de embarque e desembarque; ênfase na manutenção preventiva das distâncias horizontal e vertical entre trens e plataformas; realização de estudo para identificar fatores contribuintes e interferir sobre os mesmos, de forma a evitar ocorrências do tipo.

Outra multa, também de R$ 457.976,71, foi aplicada por descumprimento contratual observado em processo que apurou a queda de usuário na via durante embarque, na estação Honório Gurgel, ramal Belford Roxo, no dia 9 de setembro de 2016, resultando na morte do passageiro.

Interrupção do ramal Guapimirim

Os conselheiros também decidiram aplicar uma penalidade de multa, no valor de R$ 57.247,08, à concessionária SuperVia pela ocorrência com uma locomotiva na altura da estação Parque Estrela, do ramal Guapimirim, no dia 12 de agosto de 2016. Por volta de 6h, a locomotiva 2351 apresentou falha, deixando a extensão sem serviço até 18h45.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui