Prefeito Eduardo Paes explica sobre a situação do sistema BRT-Rio

294
Foto: Reprodução/Bom Dia Rio

O Prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, falou nesta manhã sobre os problemas enfrentados na grave crise do sistema BRT.

Na manhã desta sexta-feira, dia 11 de março de 2022, populares realizaram uma manifestação cobrando melhorias no sistema. O ato chegou a interromper de forma parcial o BRT-Transoeste.

Paes afirmou durante entrevista ao “Bom dia Rio“, que o poder municipal tenta desmontar um sistema que atua de maneira concentrada em todo o país.

Entre as principais queixas dos passageiros é a péssima condição dos ônibus, da falta de regularidade nos horários e da superlotação.

O prefeito afirmou que tem enfrentado dificuldades no aluguel de ônibus para suprir as deficiências causas por veículos velhos ou que apresentam problemas frequentes. Paes estima que a compra de novos ônibus deve ocorrer a partir do segundo semestre deste ano.

O sistema BRT está sob intervenção da Prefeitura do Rio há quase um ano. Neste período houve esforços para a recuperação de diversos veículos, a empresa Mobi.Rio (CMTC-Rio) foi criada, estações passam por período de renovações através de obras de manutenção. Tudo isso com o objetivo de voltar a ter o sistema operando de forma eficiente.

Paes afirmou que o sistema BRT está sendo alvo de sabotagem, no entanto, ele não chegou a nomear quem estaria tentando boicotar esse processo.

Eduardo Paes disse que também enfrenta problemas para encontrar mecânicos habilitados para o reparo de ônibus do BRT. Segundo eles, as empresas do sistema anterior estão contratando os profissionais.

“As empresas do sistema anterior, que dizem não ter dinheiro, estão contratando mecânicos nossos. É óbvio que estou sendo sabotado. Mas o problema não sou eu – o prefeito tem carro. O problema é a população”, disse.

O prefeito disse que não há outra opção que não seja alugar os veículos dos mesmos empresários.

“Se não alugarmos os ônibus desses empresários, vamos alugar de quem? O sujeito que é sócio ou dono da empresa aqui também é sócio ou dono das empresas em São Paulo. Para se ter uma ideia: tem gente que tem empresa concessionária e é dono da empresa que faz ônibus.”

Eduardo Paes aposta no próximo passo que é a licitação para a compra dos novos coletivos, que devem estar nas ruas já no segundo semestre deste ano, ou no máximo, no começo do ano que vem.

“Eu voltei para resolver esse problema, eu vou resolver esse problema”, afirmou Eduardo Paes.

“Vamos enfrentar essa máfia e resolver esse negócio”, finalizou o prefeito.

Mobilidade Rio

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui