Polícia investiga morte de torcedor flamenguista em estação da Supervia

232
Foto: Agetransp
Publicidade

A Polícia Civil investiga a morte de um torcedor flamenguista na  estação de trem de Cosmos da Supervia, na Zona Oeste do Rio, horas antes da disputa entre Vasco e Flamengo no estádio do Maracanã.

Reinaldo, conhecido como Dinho, era integrante da Raça Rubro-Negra, de acordo com a própria torcida nas redes sociais. A família nega essa informação.

A Delegacia de Homicídios da capital investiga se o tiro que matou Reinaldo foi disparado de dentro de um trem da Supervia.

Em postagens nas redes sociais, um outro flamenguista afirma que o disparo aconteceu após a abertura das portas do trem.

Publicidade

A Delegacia de Homicídios vai solicitar as imagens do circuito interno de segurança da Supervia. Outras diligências estão em andamento para identificar a autoria do crime.

Procurada, a Supervia disse que “apoia o trabalho das autoridades policiais e já está colaborando com a investigação.”

O jovem deixa esposa e um filho de 3 anos. A mulher lamentou nas redes sociais: “Eu perdi meu braço, meu parceiro, meu amigo. Eu não sei levar a vida sem você aqui, meu amor. Eu só queria acordar desse pesadelo e te ter aqui comigo”, escreveu.

O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal e não há informações sobre o sepultamento.

MOBILIDADE RIO

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui