Nova frota de ônibus amarelinhos proporciona aos cariocas mais qualidade de vida

39
Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio
Publicidade

A nova frota do sistema BRT só trouxe benefícios para os cariocas. Além de mais conforto e segurança, os ônibus articulados amarelinhos também representam mais qualidade de vida para os passageiros que usam diariamente o serviço. Como passou a gastar menos tempo para se deslocar entre casa e trabalho, a população agora pode se dedicar mais à família e ao lazer.

Antes de o município retomar a gestão do Sistema BRT, em março de 2021, havia apenas 120 ônibus circulando nos três corredores que estavam em operação na época. Atualmente, a nova frota é mais de quatro vezes maior: 515 amarelinhos novinhos rodando. Toda a frota comprada para o sistema totaliza 713 ônibus. Os novos articulados são modelos Euro 6, com tecnologia menos poluente.

A nova frota expandiu as oportunidades de conexões entre as zonas Norte e Oeste e o Centro da cidade. Com mais veículos em operação, os passageiros esperam menos tempo nas estações. Na Transoeste, a redução dos intervalos nos horários de pico foi de até 72%. Na Transcarioca, o índice foi de 59%, e na Transolímpica, de 63%.

O início da operação da Transbrasil e a abertura do Terminal Intermodal Gentileza ampliaram o leque de conexões viárias possíveis aos passageiros cariocas. A estimativa é que o Gentileza, maior terminal integrador de transportes públicos do Rio, atenda a cerca de 150 mil pessoas por dia.

Publicidade

Já o corredor Transbrasil dispõe de 17 estações e dois terminais (Gentileza e Deodoro) em seus 26 quilômetros de extensão. A estimativa é de que até 250 mil pessoas sejam transportadas diariamente neste corredor até 2030. Com o início da operação em horário ampliado, a partir da segunda-feira passada (8/4), os intervalos de viagens da linha 60 (Terminal Deodoro – Terminal Gentileza) foram reduzidos para cinco minutos nos horários de pico.

Já as linhas 80 (Terminal Gentileza – Penha – parador) e 90 (Terminal Gentileza – Fundão – parador) passaram a funcionar com intervalos de seis minutos durante os horários de maior movimento. A estimativa é de uma redução de 50% no tempo de deslocamento.

MOBILIDADE RIO

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui