Maricá inicia fase de testes de aplicativo para deficientes visuais

28
ponta negra maricá
Foto: Prefeitura de Maricá
Publicidade

A Prefeitura de Maricá, por meio da Empresa Pública de Transportes (EPT) e da Secretaria de Políticas Inclusivas, realizou nesta quinta-feira (09/05), a primeira fase de testes do aplicativo voltado para as pessoas deficientes visuais. O intuito é promover maior acessibilidade e autonomia através de QR Codes que serão adesivados nos ônibus vermelhinhos. Desta forma, esse público irá saber o trajeto e a localização do veículo.

O Secretário de Políticas Inclusivas, Clauder da Silva, comentou sobre a ideia do aplicativo e os benefícios que irá trazer para os usuários.

“A ideia é que as pessoas com deficiência visual tenham acesso aos ônibus com mais autonomia. Elas não vão precisar perguntar para onde o ônibus está indo e a sua localização. A EPT vai aprimorar alguns pontos e em breve este aplicativo estará em uso”, disse o secretário.

O analista de desempenho da EPT, Márcio da Silva, falou sobre a forma que o aplicativo irá funcionar para a população.

Publicidade

“Nós aplicamos os QR Codes em vários locais do ônibus. Desta forma, a gente vai ler pelo número dos veículos e buscaremos em tempo real onde este ônibus está para atualizar no aplicativo”, argumentou Márcio.

Uma das pessoas a participar desta fase de teste foi Patrícia Machado, de 49 anos, que relatou como o aplicativo vai ajuda-la diariamente.

“Eu como uma pessoa deficiente visual estou ansiosa para que comece logo a funcionar, para que eu não precise ficar perguntando para as pessoas na rua se o ônibus que preciso está vindo ou se peguei o certo. Também vou conseguir chegar ao meu destino sem passar do ponto que preciso descer”, afirmou Patrícia.

MOBILIDADE RIO

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui