Buser chega a 11 milhões de clientes e volta a expandir operação

225
Foto: Divulgação
Publicidade

Animada com os efeitos da alta temporada no turismo rodoviário, a Buser tem mais um motivo para comemorar: a plataforma de viagens de ônibus acaba de bater a marca de 11 milhões de clientes cadastrados. A empresa, que caminha para o sétimo ano de operação no País, planeja este ano aumentar a presença nos mercados onde já conta com alta procura, sobretudo na região Sudeste e no Paraná, estado onde ela voltou a atuar em 2023.

“É uma expansão diferente daquela que fizemos em outros tempos, em que o nosso foco era atender a demanda dos usuários por viagens em outros mercados, resultando em ampliação geográfica da nossa plataforma. Estamos sim viabilizando novos trechos e novas praças, principalmente no Sudeste e no Paraná, que são os mais pedidos pelos nossos usuários, mas a prioridade é intensificar a logística para intermediar grupos em mais horários, uma demanda que tem crescido bastante no nosso sistema”, afirma Luiz Benício Rosa, diretor da Buser. Serão mais de 60 novos trechos nos próximos meses, ligando principalmente Minas Gerais a cidades fluminenses. Já nos trechos Rio de Janeiro – São Paulo e Belo Horizonte – São Paulo, a ideia é oferecer mais grupos, enquanto no Paraná a Buser chegará a duas novas cidades: Foz do Iguaçu e Cascavel.

Sucesso na alta temporada

Com a expectativa de crescer o negócio em mais de 30% em 2024 – e de forma cada vez mais sustentável, o que significa manter as margens positivas no mês a mês -, a Buser comemora os bons números neste fim de alta temporada: a plataforma ajudou a transportar cerca de 1 milhão de passageiros entre dezembro e janeiro, movimento que é 15% maior que no ano anterior. Já no Carnaval, o volume médio de viajantes também cresceu nessa taxa, só que em algumas rotas, o volume saltou 50% entre uma semana e outra, como é o caso das viagens São Paulo – Florianópolis, Uberlândia – Rio de Janeiro e Ribeirão Preto – Rio de Janeiro. Na semana anterior ao feriado, inclusive, a startup viu as buscas por viagens de ônibus em seu site e aplicativo aumentarem 30% nas na comparação com 2023.

“O mercado de viagens e turismo rodoviário está aquecido e a Buser está moldando este cenário, oferecendo praticidade, segurança e preço justo. Falando em preço, um movimento que temos incentivado bastante e vendo nosso usuário responder bem é a questão da antecipação da reserva. Quanto antes ele reservar, mais chances de confirmar o grupo e mais barata fica a viagem, diz Benício. É que no modelo do fretamento colaborativo, principal serviço da Buser, não há venda de passagem e sim a formação do grupo. Mas a empresa também atua na revenda de passagens de ônibus em parceria com empresas de rodoviária, no chamado marketplace, onde a antecipação também é importante.

Publicidade

O executivo lembra ainda que com a ponte-aérea custando o dobro ao passageiro, as viagens de ônibus por aplicativo, que já são mais baratas do que na rodoviária, podem custar até 90% a menos do que as viagens de avião – o que acaba sendo uma oportunidade para quem está com o bolso apertado.

MOBILIDADE RIO

Siga o Mobilidade Rio no Twitter e fique informado sobre a mobilidade urbana do Rio de Janeiro e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui